domingo, 28 de dezembro de 2008

III FESTIVAL "CANTOS E ENCANTOS DA POESIA" 2004

DIGITAÇÃO:
Luciana Carvalho Evangelista da Paixão
Lucinéa de Araújo Silva
Marcilene Sousa da Silva

LOGOMARCA:
Adriano Silva Tomazeto

REVISÃO:
Mônica Aparecida Chaves Ferreira Rocha

DIREÇÃO:
Solange Soares Cabral Riguete

APRESENTAÇÃO
A Escola Estadual "Astolfo Dutra" de Cataguases, MG, promove o III FESTIVAL "CANTOS E ENCANTOS DA POESIA" e apresenta novos autores colhidos nas salas ambientes, revelando talentos infanto-juvenis.
O projeto movimentou toda escola e comunidade com recitais, danças, teatros e principalmente como um maior incentivo à leitura de grandes obras e grandes poetas.
Aos pequenos e grandes poetas o nosso agradecimento e o nosso desejo de que continuem a explorar o doce sabor da poesia.
"Caminhamos juntos rumo à verdadeira INCLUSÃO SOCIAL."
Família Astolfo Dutra
POESIAS/2004

SEREIA
A seria dança no mar
Ela canta e encanta
As pessoas que vão lá
Ela brinca com os peixes
É a rainha do mar
Mexe sua cauda
Quando vai nadar.
Alunos da Turma "Mundo Encantado"
Fase Introdutória do Ciclo Inicial de Alfabetização

CORAÇÃO VALENTE
O coração valente
Cabe na mão da gente.
Ele bate sem parar
Com vontade de pular.
O coração é vermelho
Bonito como a flor.
Ele é da cor do morango
É da cor do amor.
Alunos da Turma da Caixinha da Amizade
Fase I do Ciclo Inicial de Alfabetização
EU TENHO UM SONHO
Eu tenho um sonho
Lutar pelos direito dos homens!
Eu tenho um sonho
Que a vida seja sempre uma festa!
Eu tenho um sonho
Que as mulheres não sofram tanto!
Eu tenho um sonho
Que as crianças não briguem!
Eu tenho vários sonhos
E quero que todos se realizem!
Todos têm sonhos
Mas sonhos diferentes
Coisas doidas e não carentes
Como ser rica,
Dona do mundo,
Ter carro,
Morar em uma mansão.
Mas o meu sonho é tão diferente!
Mariana de Oliveira Barbosa Correia
Turma: Estrela Brilhante
II Fase do Ciclo Inicial de Alfabetização
BATE-BATE CORAÇÃO
Hanna de Sousa Miguel Modesto
Turma: Brilho Celeste
II Fase do Ciclo Inicial de Alfabetização
ESTRELA GUIA
Lá no céu
Tinha uma estrela,
Mas ela era
Uma estrela diferente.
Ela se chamava
Estrela Guia
Seu nome era esse
Porque ela realmente guiava.
Mas ela só guiava
Os verdadeiros amores
Aqueles que realmente
Estavam escritos nas estrelas
Nos casamentos verdadeiros
O céu não tinha estrela
Só tinha a linda
Estrela Guia.

Ana Carolina Rodrigues de Souza
Turma: Pedra Preciosa
III Fase Complementar do Ciclo de Alfabetização
O GRILO
O grilo grilão
é muito trapalhão!
O grilo grilão
gosta de dar um pulão!
Um pulo bem alto!
Cri! Cri! Pra lá!
Ele não pára de pular!
Cri! Cri! Pra cá!
Cri! Cri! Pra lá!
Ele canta
Pra namorar!
Vitor de Almeida Gabriel
Turma: Coração Guerreiro
III Fase Complementar do Ciclo de Alfabetização
MUNDO COLORIDO
Se este quintal fosse meu
Plantaria um belo jardim,
Com muitas flores bonitas
Rosa, margarida e jasmim.
Se esta árvore fosse minha
Eu não deixaria cortar.
Nesta árvore moram os pássaros
Que sempre ouço a cantar.
Se este rio fosse meu
Eu mandava preservar.
Preservem as nossas águas
A natureza, os rios e mar.
Se este mundo fosse meu
Seria todo colorido.
Muito verde, muitos pássaros
Muitos lugares floridos.
Josiane Campos Paulino
Turma: Recanto da Esperança
IV Fase do Ciclo Complementar de Alfabetização

PROCURA-SE
Procura-se
um sentimento
um sentimento especial
muito alegre
e angelical.
O nome dele
é amor.
Se o achar
me ligue já!
Estou louca para encontrar
o amor da minha vida
Que será eterno,
eternamente meu!
Ele será o meu amor,
o amor que Deus me deu!
Sheila Sousa de Jesus Peixoto
Turma: Recanto dos Amigos
IV Fase do Ciclo Complementar de Alfabetização

AMOR NO MUNDO
Amor de pai,
Amor de mãe,
Amor de amigos.
Não importa que amor que é.
O que importa é seu significado!
Amor que existe
Em todo lugar.
Aqui e lá.
O amor verdadeiro
É aquele que toca o coração.
O mundo precisa
De um pouco mais de respeito!
Quem sabe assim,
Poderemos nos unir
E decorar o mundo com Amor!
Weslaine de Oliveira Barbosa
Turma: Gênios do Astolfo Dutra
5ª série
ÁGUA
Água boa e bela!
Água pura e cristalina!
Limpa e cuidada!
Como os olhos da menina!
Água do rio, água do mar,
Beleza maior que essa! Não!...
Não, com certeza não há!
Água é tudo!
Sem ela, não vivemos!
Aprendemos daqui, aprendemos de lá,
mas parece que não sabemos!
Água é linda!
Tem luz e clareza!
É tudo que há de bom
Água da natureza!
Thaís Barbosa
Turma: Amantes do Estudo
5ª série
EU QUERO SER
Eu quero ser
um avião
para poder sair
do chão.
Eu quero ser
um passarinho,
para poder voar.
Noite e dia.
E pousar no seu ninho.
Eu quero ser
um carro,
para poder andar
pra lá e pra cá
no seu pensamento.
Eu quero ser
uma estrela,
para poder brilhar
em sua janela
a noite inteira.


Eu quero ser
Uma gota de chuva,
para molhar seu coração.
Eu quero ser
um chuveiro,
para poder molhar
seu corpo inteiro.
Thaís dos Santos
Turma: Águia do Astolfo Dutra
6ª série
NUVEM DE ÁGUA
Nuvem branquinha
No céu eu vi
Águas cristalinas
Ela joga aqui.
Nuvem branquinha
Molha as plantas
do meu jardim.
Por ser tão bondosa
Faz tudo de graça para mim.
Agradeço à nuvenzinha
Por tudo que ela me fez
Não sei como agradecer
Mas espero vê-la outra vez!
Dayane da Silva
Turma: Gladiadores da Educação
6ª série

MINHA PÁTRIA
Nesse chão onde piso
muitas histórias se passaram.
Eu não estava aqui
mas as pessoas me contaram.
Uma terra muito rica
que muito foi explorada.
Lutou pela Liberdade.
Virou Pátria Amada!
Tiradentes muito corajoso.
Lutou por Minas Gerais
foi difícil, foi dia a dia
mas gritou:
"Liberdade ainda que tardia!"
O sofrimento de nossa Pátria
não acabou por aí.
Portugal era dono de nossas terras
isso não podia existir.
Mas isso ia acabar
Nossa Pátria não seria de Portugal.
Apesar de ter sido descoberta
pelo famoso Pedro Álvares Cabral.
Finalmente, em setembro de 1822,
ela chegou
Foi tanta alegria
E nosso povo começou a festejar
Pois quem não queria
Em liberdade morar?
Então foram escolher o nome
Terra de Santa Cruz
Mas não foi só ele, foi também
Ilha de Vera Cruz.
É minha Pátria!
Descoberta 22 de abril
É minha Pátria amada
Que se cha Brasil.
Eunice Coutinho Arruda
Turma: Construtores do Saber
7ª série
CORES
Com o amarelo, faço sol
O azul, o mar
Dourado, o ouro
Como é bom sonhar!
Verde, pinto as matas
que imploram compaixão!
Com o branco, limpo os rios
que matam a sede da nação!
Quero ver quem pode
a força do vermelho vencer
pois dizem que todo amor
ele pode conter.
Venha conhecer!
Quem quiser viver melhor
todo colorido
tem que ter!
As cores sustentam
e enfeitam
dando vida e beleza
trazendo para o ódio,
o amor.
Trazendo para a tristeza,
a alegria.
Pintando o mundo,
nos fazendo companhia
e nos trazendo harmonia.
Maria de Fátima O. Amorim
Turma: Se Liga no Futuro
7ª série
BRASIL É MEU PAÍS
Meu país tem muita terra
Tem muita gente
E tem sim, muito amor!
Tem também a nossa Amazônia
Nosso céu, nosso mar, nossa cor!
Meu país
Tem ladrão, tem bandidos
Tem fome, tem desemprego
Tem tudo isso.
Tem também...
Nossa Democracia
Tem o sol da Liberdade
Tem o "Amor Brasileiro"
E nosso uai mineiro...
Tem campos de muitas flores
Tudo isso tem meu país
Minha pátria amada
Idolatrada. Salve! Salve!
Salve-se meu Brasil!
Tiago Pereira Moraes
Turma: Avanço e Sucesso
8ª série
MÃE, MULHER
Ai! Ai!
Grita uma mulher.
O que acontece?
Esta mulher se rejuvenesce.
Dá a luz
a uma criança.
Uma menina
Que então sorri, pequenina.
Sua mãe envelhece.
A filha CRESCE.
Não dá o valor
que a mulher merece.
Mas, quando vê
a situação piorar,
pede perdão
e não pára de chorar!
Sua mãe é como anjo
que perdoa, e mágoas voam.
Filha e mãe se unem
no eterno amor materno.
E assim,
como tal foi um dia
a filha se torna mãe
e tudo retorna
como antes.
Nascer, crescer,
rejuvenecer, envelhecer,
sorrir, chorar, gritar
essa é a arte de amar!
Luciara Floriano da Costa
Turma: Mentes Perigosas
8ª série
PARA EDUCAR NA INCLUSÃO
É NECESSÁRIO...
Acreditar em toda gente,
Ter coração quente,
Plantar com amor a semente
Procurar ser paciente
Esperar florescer consciente
Observar,... calmamente...
E mesmo que vente...
saber ser sorridente...
Enobreça a sua mente!
Tente!
Professoras: Amália e Mônica
Amar a todos sem restrição
e fazê-los entender
que o melhor pode acontecer,
e que tem sempre alguma coisa
boa para acontecer
em nossas vidas.
Professoras: Norma e Isabella
Amar e compreender...
Conhecer e entender...
Buscar e ajudar...
Enfim, juntarmos sonhos,
esperanças e acima de tudo...
ACREDITAR!
Professores: Naide e Sebastião
Parar e escutar o nosso coração
e estarmos abertos a perceber
e aceitar as necessidades de cada aluno,
individualmente, procurando transformar
espinhos em flores, a nossa realidade.
Proressoras: Sônia e Angélica
Comprometer-se...
Converter-se...
Desprender-se...
Compartilhar...
Amar...
Avaliar...
Igualar...
Avançar...
E ACREDITAR NO
IMPOSSÍVEL!
Professores: Zilma e Adalberto
Se despir
de preconceito pessoais,
para educar
o todo
para a vida.
Professor: Jairo
Respeitar a individualidade,
Capacidade de desenvolver
o querer,
para concretizar
o saber.
Não olhar aparências,
evidências...
Preocupar com
as conseqüências
geradoras das diferenças.
Professoras: Maria Elice e Célia
Amar,
Respeitar,
Valorizar
Ponderar,
Conscientizar,
Sonhar...
Professoras: Maria de Fátima e Laudenes
Aconchegar,
sorrir,
acreditar,
agir,
sonhar,
nunca desistir,
persistir,
se desenvolver
e acima de tudo,
amar prá valer.
Professoras: Marluce e Leliana
Sugar todas as energias
do UNIVERSO...
e fazer com que esta
ENERGIA
irradie positivamente
sobre TODOS NÓS
Nos enchendo de
muito AMOR!
Professores: Altamir e Lucinéa
Ir além do horizonte
buscando em todas as
fontes meios e propostas
para irmos adiante...
Professoras: Maria Luiza e Marilene
Ser como um passarinho
Que gosta de ser livre
e ter um ninho.
Escola é ninho de aluno.
Criar sempre e ousar
é o sonho de cada um...
Numa escola de qualidade.
Que respeita as diferenças
e incentiva os talentos.
Professoras: Aparecida e Ilda
Ter o Astolfo Dutra como ninho.
Poder contar com amigos
profissionais como vocês.
E ter este momento para
nos encontrarmos todo mês.
Para educar na inclusão,
é preciso saber saborear no ar
um pedaço de união.
E num instante nos aconchegar
nesta paixão pela profissão.
É aceitar este desafio
De equilibrar neste fio.
Ter a abertura da Solange,
que acredita, seu amor nos expande!
Ter supervisoras como
a Andréa e a Leliana
Que nos convidam a acender
nossa chama.
Como pessoas que são capazes e
que amam!
É acima de tudo, acreditar no
poder do amor!
Professoras: Joselice e Mônica
MAS, PARA QUE SER A POESIA?
Poesia???
Serve para alimentar a alma
E quem alimenta a alma
Aguça o amor
Sente o carinho do vento
Se aquece com o raio de sol
E ouve o cantar de um rouxinol...
Mas pra que serve a poesia?
Poesia???
Ah! Serve para observar as estrelas
E confundir o brilho dos seus olhos
Com a luz do luar
É com os olhos abertos sonhar
É se permitir navegar
É ter sempre razões para amar.
Mas pra que serve a poesia?
Ah!... Serve para conhecer a famosa Arabela
Que simplesmente abria a janela
E ser amigo do Girassol
Vamos brincar de carrossel com as abelhas?
Serve para visitar o Leilão de Jardim
Quem me compra este momento?
Poesia serve pra brincar com as palavras
E poetizando Cecília Meireles ou Vinícius de Moraes,
Descobrir que a poesia pode estar dentro de você.
Mas pra que serve a poesia?
Sim, como já foi dito, serve para alimentar a alma
O ser humano necessita de alimentos
Ricos em sentimentos
Responsáveis pela coragem, pelo ânimo
E pelo amor à própria vida
Mas... existe mesmo este alimento?
Como digerir?
Sim, este alimento é mesmo a poesia
Através deste processo mágico do aparelho digestivo
A poesia encanta a mente, penetra na boca
É saboreada pela emoção
E, ao descer pelo esôfago
Estaciona no coração, onde o sangue, ao circular
Se embebeda de vitaminas ricas em prazer e alegria.
E o efeito é tão rápido que imediatamente
É notada uma certa sensibilidade na pessoa que a consome
Quem nunca provou,
Quando se permite envolver pelo prazer de saborear a poesia
Percebe nitidamente as mudanças no seu estado emocional
É inexplicável como o efeito deste alimento provoca
A percepção da beleza do azul do céu
E a sensação de que tudo é lindo e florido!
A maioria do consumidor se torna também produtor
É interessante... quanto mais se fabrica, mais e mais novas idéias
surgem, novas fórmulas são criadas, novos formatos, novos sons,
novas cores...
Existem pessoas vivas
Que estão mortas, atacadas pelo vírus da descrença,
Da falta de esperança
E de uma angústia profunda
Resultante da caça cega ao poder e ao dinheiro
Não, não são pessoas pobres de bens e riquezas,
Mas pobres de nutrição da alma
Por que então a poesia?
Porque não merecemos um mundo
De criaturas mortas, insensíveis, descrentes
Queremos um mundo colorido
Onde o arco-íris, o sol e a lua possam ser vistos e apreciados
Como novos motivos para se viver e sonhar de olhos abertos
Sem medo de lutar e ser feliz.
Com tantos problemas de desemprego,
Fome, conflitos familiares, violência, droga...
Creio que o ser humano
Não sobreviveria sem este alimento.
Saboreemos, pois, cada vez mais a poesia
E incentivemos nossas crianças e adolescentes a deliciar este prazer
O tédio, a descrença, a sensação de incapacidade e o desamor
Viva a poesia!!!
Mônica Aparecida C. F. Rocha

Nenhum comentário: